13 passos para se tornar um influenciador digital

O marketing de influência tornou-se prioridade para muitas marcas porque funciona. Não falta empresa disposta a investir tempo e dinheiro em um influenciador de verdade, que ganha para ser ele mesmo e engajar seus seguidores na marca que o patrocina. Mas como criar um tipo de público com o qual as empresas queiram se conectar?

VEJA TAMBÉM: Como as influenciadoras virtuais conquistaram a moda

Veja, na galeria de imagens abaixo, o que 13 membros do Forbes Agency Council recomendam para construir e aumentar a audiência, criando valor para o seu perfil e atraindo anunciantes:

  • 1. Concentre-se em ressoar

    Comece a criar conteúdo de forma generosa — mas não excessiva — para o público que você já tem. Disponibilize materiais e histórias que possam representar experiências positivas para os seguidores. E interaja, ou iniciando uma conversa com as pessoas que o acompanham ou construindo uma narrativa da qual elas possam participar. Na economia de conexões em que vivemos hoje, ressoar pela rede tem efeito mais duradouro mais do que simplesmente atingir as massas.

    (Thomas Harding, Mish Guru)

  • 2. Compartilhe conhecimento livremente

    Seja apaixonado por sua causa, indústria ou oferta, saiba tudo sobre ela. E compartilhe seus conhecimentos de graça. Isso mesmo. Se você for especialista em um determinado assunto e falar livremente sobre ele, as pessoas vão segui-lo e consumir o conteúdo que você oferecer. Assim você poderá fortalecer sua marca pessoal e criar valor e, quando chegar a hora certa, dar o seu preço. Os seguidores engajados pagarão para continuar a partilhar do seu conhecimento.

    (Brooke Weller, iProspect, San Diego)

  • 3. Primeiro, estratégia e procedimento

    Você precisará de uma boa base de trabalho já realizado para atrair parcerias. Gerencie de maneira estratégica sua atuação nas redes sociais e trabalhe com marcas que procurem pelo seu endosso. Implemente um procedimento de trabalho azeitado desde o início para não gastar sua energia criativa com tarefas administrativas. Lance mão das melhores ferramentas e práticas para organizar processos e ter tempo para degustar o prazer de ser seguido.

    (Alannah Tsimis Sandehl, marca IDM)

  • 4. Encontre uma voz única

    O diferencial dos influenciadores que se destacam raramente tem a ver com o volume de conteúdo que produzem ou o tempo que dedicam ao trabalho. Tudo se resume a ter uma voz única. Quem se limita a pegar carona no perfil dos outros e reproduzir o que é feito por aí nunca construirá um público de seguidores leais. Concentre-se em encontrar a sua marca registrada.

    (Richard Lorenzen, Fifth Avenue Brands – Relações Públicas)

  • 5. Tenha fluxo de postagem

    Para criar confiança e conexão com o público, é essencial que os influenciadores publiquem regularmente. Não é preciso compartilhar amplos volumes de foto e vídeo, mas manter um fluxo constante de conteúdo. Montar e gerenciar um calendário e ter uma biblioteca de mídia atualizada pode ajudar no processo.

    (Chad Recchia, Awlogy)

  • 6. Seja autêntico e inspire confiança

    Se você quer engajar seu público, é essencial permanecer autêntico e ser transparente com os seguidores. As pessoas querem aprender com quem é fiel a si mesmo, à sua própria marca. Por isso, seja transparente sobre o conteúdo que produz. Sua originalidade vai inspirar confiança.

    (Elyse Flynn Meyer, Prism Soluções Globais de Marketing)

  • 7. Concentre-se nas métricas que importam

    Influenciadores podem ser obcecados por contar seguidores. Mas eles deveriam estar mais preocupados com outras duas estatísticas: engajamento e retorno sobre investimento (ROI). Em vez de querer saber o número total de pessoas que o seguem, o influenciador deve se perguntar se está acima da média da rede em termos de engajamento (quantos de seus seguidores se envolvem com as suas postagens, dando indícios de paixão e emprestando relevância à sua marca?) e se entende e divulga de maneira satisfatória os resultados específicos que as marcas procuram (o ROI).

    (Craig Greiwe, Rogers e Cowan)

  • 8. Seja vulnerável, mas inteligente

    Falar com franqueza sobre as suas lutas e medos é difícil, mas isso o humaniza e faz com que o público se identifique e se conecte com você. Claro que não se pode perder de vista que você também é uma marca. Publicar sobre o quanto se esforça para entregar o trabalho no prazo pode ser “honesto”, mas não vai ajudá-lo a conquistar nenhum cliente. Exponha dificuldades que não queimem seu filme.

    (Houston Golden, BAMF Media)

  • 9. Não pegue atalhos

    Comprar seguidores, usar robôs ou participar de grupos de engajamento pode parecer uma maneira fácil e rápida de chegar ao topo. No entanto, algoritmos já são capazes de detectar qualquer jogo sujo que se valha de inteligência artificial. Então, investir em um desses métodos pode, no final das contas, limitar a sua capacidade de crescimento. Além disso, marcas hoje podem aferir um índice de qualidade do público para avaliar o valor de um perfil. Apenas seja transparente e construa uma audiência a que você possa de fato interessar — e influenciar.

    (Revecka Jallad, DIVISA)

  • 10. Não arrisque sua reputação

    Para se tornar um influenciador, você precisa construir autoridade e confiança junto ao público, ao longo do tempo. Não caia em ciladas. Muitos influenciadores jogam fora o investimento de tempo e trabalho que fizeram por anos em troca de um punhado de dólares, pagos para anunciar um produto que não tem nada a ver com seu perfil na rede — ou que tenha características de algum modo questionáveis. Não caia nessa.

    (Douglas Karr, DK New Media)

  • 11. Faça curadoria de conteúdo

    Foque o seu conteúdo menos em você e mais nas novidades que você vê dentro da área em que é especialista. Conecte os pontos a tendências mais amplas e faça do seu perfil um espaço curado, em que se pode encontrar tudo o que alguém precisa saber, com um ângulo positivo, sobre um determinado tema.

    (Cagan Sean Yuksel, GRAFX CO.)

  • 12. Escolha a plataforma certa

    Certifique-se de que, ao optar por uma plataforma, está escolhendo aquela com que o seu público-alvo está mais envolvido. Pesquise qual pode dar a você um maior número de curtidas, compartilhamentos e retornos. Se você não obtém uma boa resposta do público, não tenha medo de experimentar um canal diferente ou outras formas de engajar seguidores, antes de escolher um definitivo.

    (Solomon Thimothy, OneIMS)

  • 13. Jogue com estratégia e paciência

    Personalidades promissoras devem desistir de parte de seu cachê — ou do cachê completo — para dar o pontapé no empreendimento da marca. Com frequência, somos abordados por influenciadores que apresentam uma tabela de preços logo na primeira conversa. Considere lançar um desconto ou brinde para a marca antes. Abrir mão para em seguida colocar o pé na porta. Isso é inestimável a longo prazo!

    (Priscila Martinez, The Brand Agency e Element Brand Group)

1. Concentre-se em ressoar

Comece a criar conteúdo de forma generosa — mas não excessiva — para o público que você já tem. Disponibilize materiais e histórias que possam representar experiências positivas para os seguidores. E interaja, ou iniciando uma conversa com as pessoas que o acompanham ou construindo uma narrativa da qual elas possam participar. Na economia de conexões em que vivemos hoje, ressoar pela rede tem efeito mais duradouro mais do que simplesmente atingir as massas.

(Thomas Harding, Mish Guru)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).