Canadá legaliza maconha recreativa

O Canadá tornou-se hoje (17) a primeira nação industrializada a legalizar a maconha para fins recreativos, mas uma confusão jurídica tornará difícil o aproveitamento nas maiores cidades do país, como Toronto e Vancouver, que não terão lojas abertas.

LEIA TAMBÉM: Cultivo de maconha no espaço está próximo

A aprovação representa um marco histórico, permitindo que os canadenses adultos fumem maconha para fins recreativos após uma proibição de quase um século.

Mas como os governos provinciais do Canadá só aprovaram até agora um número pequeno de lojas e existe uma escassez da erva fornecida a elas, a primeira tragada da maioria dos canadenses provavelmente será de maconha do mercado negro.

“Haverá muitas comemorações ao longo do dia e quase todas elas serão com maconha ilegal em algumas das maiores cidades do Canadá”, disse Brad Poulos, instrutor e especialista em negócios de maconha da Universidade Ryerson de Toronto. “Os usuários de maconha recreativa do Canadá simplesmente continuarão com suas fontes atuais de fornecimento até o sistema legal se atualizar.”

Apesar da falta de lojas nas grandes cidades do país, os canadenses poderão comprar maconha legal pela internet, seja em sites administrados por governos provinciais, seja em varejistas licenciados, mas a entrega pode demorar alguns dias.

Terra Nova e Labrador, a província mais remota do leste do Canadá, foi a primeira a liberar a venda legal já à meia-noite. Os entusiastas locais terão a maior variedade de lojas, já que 22 delas devem funcionar entre 9h e 2h.

Países de todo o planeta, alguns dos quais estão aprovando a maconha de uso medicinal, estão acompanhando a legalização da erva recreativa no Canadá, que combina leis federais e diversas regulamentações provinciais.

A medida é uma vitória política do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, que prometeu legalizar a maconha na campanha de 2015 para coibir a atividade do crime organizado e regulamentar produção, distribuição e consumo de um produto usado por milhões ilegalmente.

Veja, no infográfico abaixo, feito a partir de dados Statistics Canada, quanto os canadenses gastam por ano com a erva:

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).