Falha no WhatsApp permitiu invasão de hackers a contas por chamada de vídeo

iStock
Falha permitiu que hackers assumissem o WhatsApp de usuários quando eles atendessem a uma chamada de vídeo

Uma falha no WhatsApp, serviço de mensagens que pertence ao Facebook, permitiu que hackers assumissem os aplicativos de usuários quando eles atendessem a uma chamada de vídeo, informaram os websites de tecnologia “ZDnet” e “The Register” hoje (10).

LEIA MAIS: Cofundador do WhatsApp conta por que rompeu com o Facebook

A vulnerabilidade, que afetou os aplicativos do WhatsApp em smartphones Apple e Android, foi descoberta no fim de agosto e corrigida pelo Facebook no início de outubro, segundo uma nota técnica publicada online.

Até o fechamento desta reportagem, o Facebook não respondeu ao pedido de entrevista. Não está claro se a falha foi usada alguma vez em qualquer ataque antes de ser corrigida.

“Isso é uma grande coisa”, disse no Twitter Travis Ormandy, um pesquisador do Google Project Zero que descobriu a falha. “Apenas responder a uma chamada de um ataque poderia comprometer completamente o WhatsApp.”

O Facebook sofreu com uma série de problemas relacionados à segurança no ano passado. A empresa divulgou na semana passada sua maior falha de segurança que afetou quase 50 milhões de contas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).