CEO da Binance prevê corrida por criptomoedas

GettyImages
Preço do Bitcoin caiu cerca de 70% em relação à sua máxima.

Os donos de criptomoedas têm aguardado o ano inteiro pela próxima grande corrida, com a expectativa de que o preço do Bitcoin retorne (e até exceda) o valor próximo a US$ 20.000 – como no ano passado.

VEJA TAMBÉM: Bitcoin recua para menos de US$ 4.500

No entanto, a cotação da moeda estagnou em uma tendência de baixa durante todo o ano, e levou o mercado junto. O preço do Bitcoin caiu cerca de 70% em relação à sua máxima, enquanto outras criptomoedas, como XRP e Ethereum, caíram cerca de 80%.

Agora, o respeitado executivo-chefe da corretora Binance, Changpeng Zhao, disse esperar que outro “bit-run” ocorra “mais cedo ou mais tarde”, ao declarar no programa “Crypto Trader”, da CNBC: “Mesmo que eu não saiba o que pode catalisar a corrida por Bitcoin, estou certo de que ela vai acontecer. Mais cedo ou mais tarde, algo irá desencadear isso”.

Zhao, muitas vezes conhecido por suas iniciais CZ, disse que mesmo que o mercado de Bitcoin e criptomoedas da Binance, a maior bolsa do mundo em volume, tenha caído quase 90% em relação a janeiro, ele ainda sente que a empresa e o mercado estão saudáveis.

“Em comparação com janeiro, estamos provavelmente abaixo de 90%. Então, temos apenas um décimo do volume negociado na comparação com o que já tivemos no início do ano. Mas, comparado há um ano ou dois, ainda estamos negociando grandes volumes. Os negócios continuam bem, saudáveis e lucrativos”, diz CZ.

E AINDA: Hublot lança relógio para comemorar 10 anos do Bitcoin

O CEO da Binance também observa que a empresa tem constatado um aumento constante no número de usuários ativos e depósitos de Bitcoins ao longo do ano.

A companhia também revelou ter aberto suas portas para os investidores institucionais ao lançar as bases para o capital que muitos no setor de criptomoedas esperam chegar em breve, dos traders institucionais aos indivíduos de alta liquidez.

Em um post do Medium, a Binance falou sobre seus planos para investidores institucionais ao declarar a expectativa de que eles “aumentem a alocação para essa classe de ativos [criptomoedas]”.

Enquanto isso, o executivo-chefe de Bitcoin e câmbio de criptomoedas da ShapeShift, Erik Voorhees, disse que a dívida norte-americana será o gatilho para o próximo aumento do preço.

LEIA AQUI: Venezuelanos e argentinos adotam bitcoin contra crise

“Quando a próxima crise financeira global ocorrer, e o mundo perceber que organizações com dívidas de US$ 20 trilhões não poderão pagá-las, mas sim imprimi-las, o decreto estará condenado. Veja o que acontece com a criptografia”, tuitou Voorhees na última semana.

Dados da “Bloomberg” divulgados na semana passada sugerem que, em outros lugares, indicadores técnicos mostram que o Bitcoin pode estar prestes a subir.

O Índice Médio de Movimento Direcional (DMI) do Bitcoin parece ter entrado em uma nova fase de alta, segundo a análise da empresa de dados e tecnologia para o mercado financeiro, enquanto as tendências de preço passaram do limite superior da banda VERA, o que pode ser considerado um sinal encorajador.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).