Como LeBron James construiu patrimônio de US$ 450 mi

Getty Images
Salário, publicidade e movimentos hábeis nos negócios são o segredo do atleta

LeBron James tinha apenas 18 anos e estava no ensino médio quando foi convocado para jogar na NBA pelo Cleveland Cavaliers em 2003. As expectativas eram tão altas que pareciam quase impossíveis de serem atingidas: a ESPN transmitia suas partidas disputadas pela escola e a revista esportiva “Sports Illustrated” o chamava de “O Escolhido” em uma capa de fevereiro de 2002. No entanto, apesar desse grau de exigência, James tem sido surpreendentemente capaz de excedê-la como jogador, empresário e filantropo.

LEIA MAIS: LeBron James vai para o L.A. Lakers e pode se tornar um bilionário

O sucesso dentro e fora das quadras de basquete permitiu que o atleta criasse uma fortuna capaz de sustentar várias de suas gerações. Seu patrimônio líquido estimado pela FORBES, de US$ 450 milhões, foi construído ao longo de 16 anos de salários generosos, de um portfólio de participações nos anúncios publicitários mais lucrativos do esporte e de movimentos hábeis nos negócios.

A jornada de LeBron James de prodígio do basquete a ícone global do esporte, empresário e filantropo é apresentada em uma nova série de oito episódios, “More Than An Athlete” (“Mais Do Que um Atleta”, em tradução livre), na plataforma ESPN+, de Walt Disney. O seriado explora a parceria entre o atleta e seus amigos Maverick Carter, Randy Mims e Rich Paul e como ela moldou os grandes momentos de sua carreira, como o “The Decision”, um especial de televisão no qual o jogador anunciou que assinaria com o time Miami Heat, e o lançamento de sua I Promise Initiative School, destinada a crianças carentes. A série sobre o jogador é produzida pela Uninterrupted, empresa de mídia digital fundada por James e Carter. Os dois dois primeiros episódios já estão disponíveis na ESPN +.

LeBron James foi o jogador mais bem pago apenas uma vez durante sua carreira de 16 anos na NBA (de 2016 para 2017), apesar de ter recebido o título de melhor jogador da liga nos últimos 15 anos. Mas não se sinta mal. O salário que ele ganhou como jogador, de US$ 270 milhões, é o quarto mais alto, atrás apenas de Kevin Garnett, Kobe Bryant e Shaquille O’Neal.

A maior renda de James sempre veio de fora das quadras, com ganhos anuais com publicidade que ultrapassam seu salário de atleta, às vezes duas ou três vezes. A gigante do esporte Nike tem sido a maior benfeitora do atleta desde que ele entrou para a liga de basquete. Seu primeiro acordo com a marca girou ao redor de US$ 100 milhões, incluindo bônus e royalties, e durou sete anos, enquanto seu primeiro contrato com o Cleveland Cavalier foi de US$ 18,8 milhões e quatro anos.

O tênis da Nike assinado por LeBron James foi campeão de vendas entre os jogadores ativos da NBA durante a maior parte da última década (Michael Jordan ainda tem o best-seller no geral). Ele assinou duas renovações com a grife desde o primeiro acordo. O mais recente foi no final de 2015 e é um compromisso vitalício que Carter, seu gerente de negócios, diz que pagará pelo menos US$ 1 bilhão.

VEJA TAMBÉM: Conheça a mansão de US$ 15 milhões do astro do basquete LeBron James

James lançou mais de 15 marcas durante sua carreira profissional. Seus ganhos totais por participações em campanhas publicitárias, incluindo o acordo com a Nike, se aproximarão dos US$ 600 milhões ao final desta temporada da NBA. Mas seu patrimônio líquido foi reforçado por uma série de acordos lucrativos.

As ações do atleta na Beats Electronics foram muito vantajosas quando a Apple pagou US$ 3 bilhões pela fabricante de fones de ouvido em 2014. Seu patrimônio também se beneficiou da parceria com a empresa Fenway Sports Group (FSG) em 2011. Com isso, James recebeu uma pequena participação acionária no Liverpool, de propriedade da FSG, em troca de direitos de marketing. Em 2011, o valor do clube cresceu de US$ 552 milhões para US$ 1,9 bilhão.

James abriu mão de seu contrato de patrocínio de US$ 15 milhões com o McDonald’s para apostar na franquia Blaze Pizza. Essa é a cadeia de restaurantes de mais rápido crescimento de todos os tempos, e o valor do investimento de James e de seus parceiros subiu de US$ 1 milhão para US$ 25 milhões, segundo a ESPN. James também participa de campanhas publicitárias da startup e é proprietário de franquias em Chicago e no sul da Flórida.

Sua mudança para Los Angeles no último inverno o coloca no coração da capital do entretenimento do mundo. Além de sua série no Uninterrupted, que obteve um investimento de US$ 15,8 milhões da Time Warner em 2015, James agora tem sua própria produtora, a SpringHill Entertainment. Assim, criou programas de televisão como “The Wall” e “Survivor’s Remorse” e está trabalhando em um remake do filme “House Party”, de 1990.

Getty Images
Um dos maiores feitos de James foi o lançamento da I Promise Initiative School, destinada a crianças carentes em Akron

Os reconhecimentos do atleta incluem quatro prêmios de Jogador Mais Valioso (MVP, na sigla em inglês) da liga, 12 honrarias concedidas pela NBA como um dos cinco melhores jogadores da temporada (All-NBA Team) e nove viagens para a final da NBA, mas seu maior legado pode ser seu impacto de longo prazo no norte de Ohio, onde concentrou seus esforços filantrópicos.

E MAIS: Lakers, Bulls e 76ers devem pagar os salários mais altos da NBA

O programa I Promise da sua fundação foi lançado em 2011 e fornece recursos durante todo o ano e apoio a mais de 1.300 estudantes de escolas públicas da cidade de Akron. Eles têm garantidas bolsas de estudos se fizerem sua parte. O atleta aumentou a aposta este ano com o lançamento da primeira I Promise School na mesma cidade. A aula inaugural inclui 240 alunos de terceira e quarta séries.

James havia falado sobre o seu objetivo de se tornar um bilionário em uma reportagem de capa da revista “GQ” de 2014. E ele já está quase na metade do caminho.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).