O menino de 7 anos que já faturou US$ 22 mi brincando

“Eu sou divertido e engraçado”, disse Ryan recentemente, em uma entrevista à NBC.

Ryan, 7 anos, estrela do canal de YouTube Ryan ToysReview, não é diferente dos outros meninos de sua idade. Ele ama trens e carros, ri com os personagens da Disney e constrói cidades enormes com Legos.

LEIA TAMBÉM: 10 YouTubers Mais Bem Pagos de 2018

A única diferença é que ele faz isso na frente de uma câmera. Um adulto, então, posta esses vídeos em seu canal do YouTube para seus milhões de seguidores, a maioria dos quais no ensino fundamental.

Esses vídeos curtos e simples fizeram de Ryan um dos mais populares influenciadores digitais, com 17,3 milhões de seguidores e quase 26 bilhões de visualizações desde que ele (e seus pais) lançaram seu principal canal, Ryan ToysReview, em março de 2015. Para Ryan, isso significa não apenas um fluxo interminável de brinquedos para se divertir, mas também uma fonte aparentemente interminável de dinheiro: ele foi a estrela do YouTube mais bem paga deste ano, com ganhos de US$ 22 milhões nos últimos 12 meses, segundo estimativas da FORBES.

“Eu sou divertido e engraçado”, disse Ryan recentemente, em uma entrevista à NBC, ao explicar a popularidade que o levou a se tornar um minimilionário.

O pequeno faz parte da tendência do YouTube de “unboxing”, em que os criadores de conteúdo se exibem ao abrir brinquedos, produtos de tecnologia e outros bens de consumo, e contam suas impressões, que, no caso de Ryan, são gritos e risadas entusiasmadas ao ganhar mais um presente.

Em seu vídeo mais popular, ele abre ovos gigantes para encontrar os brinquedos da Disney Cars e Paw Patrol; em outro, ele brinca com uma boia inflável do desenho animado “Thomas e Seus Amigos” e faz uma bagunça que muitas das vezes é o pior pesadelo dos pais. Mas o que é uma pequena limpeza e arrumação para uma criança que já “paga” suas próprias contas?

Quase todo o seu dinheiro, ou cerca de US$ 21 milhões, vem da publicidade que precede os vídeos de seus canais“Ryan ToysReview e Ryan’s Family Review. Quando as visualizações aumentam, o mesmo acontece com esses dólares de anúncios da modalidade “programática”, ditados por algoritmos. Com mais visualizações do que qualquer outra pessoa, não é surpresa que ele obtivesse o primeiro lugar na Lista FORBES dos YouTubers Mais Bem Pagos de 2018.

O US$ 1 milhão restante vem de postagens patrocinadas. Esse valor em dólares é baixo comparado com o dinheiro ganho com conteúdo similar de outros YouTubers em nossa lista. Mas esse resultado não está relacionado ao que ele e sua família decidem ou não aceitar, mas à idade do menino, que ainda não permite com que ele faça propagandas de outros produtos.

O curioso é que a quantia de dinheiro que Ryan fez antes mesmo de completar 8 anos vem do fato de as crianças de hoje preferirem ficar na internet assistindo a outra brincar em vez de simplesmente se divertirem com os seus próprios brinquedos.

“Abrir caixas de brinquedos novos em frente às câmeras fornece a possibilidade de realmente experimentar a alegria em receber algo que você quer muito, e isso serve ainda mais para itens que estão fora de alcance ou inatingíveis”, diz Chas Lacaillade, fundador e CEO da Bottle Rocket Management, que representa muitos “unboxers”, mas não Ryan. “Experimentar o produto virtualmente por meio de outra pessoa faz com que você também o possua, que você também tenha a experiência de abrir a caixa daquele produto.”

Pode parecer estranho para aqueles que cresceram assistindo aos desenhos animados na TV nas manhãs de sábado, mas as crianças de hoje já conhecem o YouTube da mesma forma em que os Millennials conheciam um videocassete. O aplicativo YouTube Kids tem mais de 11 milhões de usuários ativos por semana, o que se traduz em muitas crianças ansiosas para ver qual brinquedo Ryan abrirá em seu próximo vídeo.

SAIBA TAMBÉM: Youtuber de 6 anos lança linha de brinquedos no Walmart

Quando não está na frente da câmera, Ryan vive como um minimagnata nos bastidores. Depois de assinar com o estúdio de entretenimento infantil Pocket.watch no ano passado, outros contratos começaram a aparecer. Em outubro, foi anunciado que o conteúdo de seu canal será reempacotado e distribuído no Hulu e na Amazon. Em agosto, ele lançou o Ryan’s World, uma coleção de brinquedos e roupas vendida exclusivamente no Walmart. A linha, que Ryan promove fortemente em seu canal no YouTube, apresenta uma variedade de “slimes and putties”, “action figures” seus, camisetas, carrinhos e muito mais.

“É muito legal”, diz Ryan, que é uma espécie de diretor de criação, ao ver seu rosto nos corredores do Walmart. Embora esses contratos não tenham afetado seus ganhos neste ano, eles provavelmente irão render mais alguns milhões em 2019.

Como ele é menor de idade, 15% dos seus ganhos são canalizados para uma espécie de poupança, chamada Coogan account, que é protegida até que ele se torne um adulto legalmente. Uma boa parte do resto do dinheiro provavelmente vai para o pagamento de taxas gerenciais e de produção, assim como para todos esses brinquedos.

Então, o que acontece se Ryan, amanhã, decidir que não quer mais transmitir suas aventuras com brinquedo para o mundo? Bem, seus gerentes e agentes podem não ficar muito felizes. Mas, quanto a Ryan, “ele tem dinheiro de sobra para viver bem o resto da vida”, diz Lacaillade.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).