Aumenta distância entre assinantes do Spotify e Apple

Getty Images
O Spotify tem conseguido manter a concorrente à distância em número de usuários

Quando a Apple lançou a Apple Music em junho de 2015, muitos pensaram que seria uma questão de “quando”, em vez de “se”, o serviço de streaming alcançaria e até ultrapassaria o Spotify. O poder financeiro e de marketing da gigante criada por Steve Jobs, aliado a uma base instalada de centenas de milhões de dispositivos iOS, parecia uma combinação difícil de ser batida pelos pioneiros suecos da música.

LEIA MAIS: Spotify tem lucro surpreendente no 4º tri

Desde então, o Spotify tem conseguido manter a concorrente à distância em número de usuários. Mais do que isso: parece estar se afastando ainda mais dela no que diz respeito a assinantes pagos. Como o gráfico a seguir ilustra, a diferença entre os dois serviços aumentou gradualmente de 20 milhões, quando a Apple Music foi lançada, para mais de 40 milhões no final de 2018.

O Spotify abriu o capital em bolsa no último ano e agora possui 96 milhões de assinantes pagos e 207 milhões de usuários ativos mensais no total, na versão premium e gratuita. Além disso, o serviço é mais popular na Europa, com 40% de seus assinantes no continente. A América do Norte, território de seu concorrente mais poderoso, é o segundo maior mercado do Spotify, responsável por 30% dos usuários pagantes.

Veja a diferença entre o número de assinantes mundiais do Spotify e da Apple Music:
Forbes

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).