4 dicas para ganhar mais seguidores no Instagram

Getty Images
Há muitas postagens, programas e aplicativos para alcançar as pessoas e fazer com que elas o sigam no Instagram

Segundo alguns especialistas de marketing, aumentar a contagem de seguidores no Instagram é o maior desejo dos usuários da rede social. E há muita discussão sobre como conseguir isso sem custo, além de mais curtidas, mais compartilhamentos e maior engajamento. Um novo relatório das empresas de tecnologia Mention e HubSpot analisou mais de 48 milhões de posts e sugeriu alguns conselhos.

LEIA MAIS: 8 tendências do Instagram para ficar de olho em 2019

Depois de investigar essas postagens e os perfis de 306.278 grandes usuários, as empresas determinaram tendências no engajamento de hashtags e perceberam outras coisas que importam tanto para as marcas quanto para os profissionais de marketing.

Veja, a seguir, alguns pontos detectados:

– Posts de vídeos recebem duas vezes mais comentários do que de outros tipos. Isso não é nenhuma surpresa, é claro, dada a atenção em transmissões ao vivo e stories

– Marcar mais de cinco usuários em um post não aumenta as taxas de engajamento

– 80% das principais marcas consideram a taxa de engajamento do Instagram como o principal indicador de desempenho (KPI) de uma campanha

Há muitas postagens, programas e aplicativos para alcançar as pessoas e fazer com que elas o sigam no Instagram, dependendo de qual dia da semana você pesquisa esse tópico. O meu mantra é: siga os dados. Felizmente, há muitos especialistas por aí que podem orientá-lo para obter seguidores de graça.

Com base nos dados, destaquei quatro principais maneiras para fazer sucesso no Instagram. Como isso é definido, cabe a você. Conseguir novos seguidores, por exemplo, é importante se você tiver poucos. Aumentar o engajamento com comentários, curtidas, conversas e compartilhamentos é importante se você tiver uma base de seguidores e quiser divulgar a sua marca. Não confie em aplicativos que prometem seguidores.

VEJA TAMBÉM: 7 escritórios corporativos perfeitos para o Instagram

O que é, exatamente, engajamento no Instagram?

Segundo o relatório, “engajamento é o número de interações que um usuário tem com seu conteúdo. Isso geralmente vem na forma de curtidas e comentários. No entanto, como o Instagram evoluiu e lançou produtos, como o Stories e o IGTV, a interação agora também pode significar o número de visualizações, compartilhamentos e mensagens diretas”.

A pesquisa da Mention é uma das melhores que eu já vi para explicar o que fazer no Instagram (e que pode ser facilmente aplicado a outras plataformas de mídia social) para ganhar novos seguidores. Mas não é tudo sobre os números. Trata-se de interação, relacionamento e muito mais do que simples contagem de seguidores. Como diz outro cientista de dados, Alan Timothy, fundador da i-Snapshot (ferramenta de gerenciamento de vendas): “A qualidade é encontrada na quantidade. Você precisa de ambos”.

Para conseguir seguidores na plataforma, é preciso ser verdadeiro – e isso leva muito tempo. Como proprietário de uma empresa ou executivo de marketing, muitas vezes você não tem tempo, por isso é tentador procurar atalhos. Atalhos éticos, com certeza, valem a pena, mas para economizar tempo e remover tarefas repetitivas do seu dia. Embora eu destaque algumas das principais maneiras, baseadas em dados, para aumentar sua conta no Instagram, a realidade é que você deve se aprofundar e ser mais humano, estar presente e realmente engajar. Não é uma ciência exata, mas há dados que confirmam essa abordagem de senso comum de simplesmente ser real com seus clientes.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 4 dicas para ganhar mais seguidores e curtidas no Instagram:

  • 1. Poste vídeos

    Publique mais conteúdo de vídeo, se gostar disso. Se não, tente adicionar alguns além das suas fotos padrão (mas ainda incrivelmente bonitas) e use o carrossel. Contudo, o relatório da Mention e da HubSpot mostra claramente que o vídeo está superando praticamente todo o resto (não apenas no Instagram).

  • 2. Coloque algumas hashtags

    Seja inteligente com as hashtags. Não exagere – seja cuidadoso e estratégico. Os dados mostram que, quando em excesso, elas não geram engajamento. Há correlação, definitivamente: mais hashtags levam a menos interação.

  • 3. Não marque muitos usuários

    Algumas das dicas de hashtags e dados se aplicam aqui: um número maior de marcações não significa, necessariamente, mais curtidas ou seguidores.

  • 4. Construa uma comunidade e gere engajamento

    Se está achando difícil aumentar seus seguidores no Instagram, o relatório diz que você não está sozinho. A competição aumentou na plataforma, então considere um novo jeito de fazer isso. É muito mais valioso ter uma comunidade menor e mais engajada do que milhões de seguidores que não interagem com seu conteúdo.

    Cerca 46% dos usuários do Instagram têm menos de mil seguidores. De acordo com o relatório, “eles compõem o maior segmento de usuários. Outros 33,5% têm entre mil e 10 mil seguidores. Os dois tipos constituem a maioria do total de usuários da plataforma”.

    Micro-influenciadores representam 2,7% do total de usuários do Instagram. Você, provavelmente, já ouviu falar desses indivíduos influentes com comunidades menores. Eles normalmente têm entre 50 mil e 100 mil seguidores – o que ainda é um grande número para muitas marcas.

1. Poste vídeos

Publique mais conteúdo de vídeo, se gostar disso. Se não, tente adicionar alguns além das suas fotos padrão (mas ainda incrivelmente bonitas) e use o carrossel. Contudo, o relatório da Mention e da HubSpot mostra claramente que o vídeo está superando praticamente todo o resto (não apenas no Instagram).

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).