5 maneiras de medir o retorno do esforço de marketing

Getty Images
A precisão dos dados é fundamental

Segundo uma recente pesquisa, 39% dos profissionais de marketing afirmaram que provar o retorno sobre investimento (ROI) de suas atividades é o principal desafio dos negócios atualmente.

LEIA MAIS: Como a IA mudará o marketing de conteúdo

Embora o setor de publicidade agora ofereça novas ferramentas para entender melhor o sucesso dos esforços de marketing, ainda há uma enorme lacuna no conhecimento quando se trata de determinar o ROI. Há várias maneiras de medi-lo, mas, apesar disso, a precisão dos dados é fundamental.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 5 maneiras de medir o ROI dos esforços de marketing:

  • 1. Certifique-se de que seus dados estão limpos

    As empresas estão ansiosas para entrar em suas métricas de desempenho de marketing, mas, infelizmente, se os dados não forem claros e precisos, isso prejudicará significativamente sua capacidade de avaliar o sucesso ou a falha da campanha. O primeiro passo é saber de onde seus dados estão vindo. Por exemplo: você está confiando em informações internas de vendas, pixels ou uma combinação das duas coisas?

    Para muitas companhias, a plataforma de análise é uma fonte de verdades, mas você não pode supor que a conta esteja configurada corretamente. É preciso adotar uma abordagem proativa quando se trata da limpeza de dados.

    Por exemplo: sua plataforma captura e atribui todos os seus dados adequadamente? Veja detalhadamente como suas campanhas são identificadas ou como seu site está estruturado, e comunique ativamente essas informações a sua conta analítica.

    Todas as suas equipes internas estão seguindo convenções de nomenclatura consistentes? Ou sua equipe de pesquisa nomeia algo de “xyz”, seu e-mail “XYZ” e o time social “x_y_z”? Esta é uma área em que ocorrem danos e deve ser corrigida para relatórios precisos.

    Não espere até que algo dê errado. Trabalhe com os funcionários ao realizar uma auditoria. E se você não tiver uma equipe para isso, entre em contato com uma agência forte de análise e engenharia que possa fazer a verificação.

  • 2. Defina um objetivo para os negócios

    O próximo passo é definir um objetivo para os negócios e deixá-lo claro. Por exemplo: a meta é aumentar a receita em 20% (em relação ao ano passado), mantendo o custo por lead em 10%. Isso não apenas é um objetivo sobre a receita, mas também sobre manter a eficiência durante todo o processo. Quanto mais detalhes puder incluir em sua meta, melhor.

  • 3. Determine metas mensuráveis

    Para atender a um objetivo de negócios específico, você deve definir metas mensuráveis. Por exemplo: se a sua intenção é alcançar o maior número possível de novos clientes qualificados com o menor gasto, convém explorar campanhas em redes sociais ou de display. Se quiser aumentar a eficiência em 10%, poderá ser um bom momento para explorar novas tecnologias de aprendizado de máquina ou transferir dinheiro do orçamento de marca para a mídia de performance.

  • 4. Foque nos alvos

    Agora é a hora de escolher seus alvos. Se decidir investir em programática e vídeo, por exemplo, precisará levar em consideração os diferentes tipos de campanhas de display disponíveis, incluindo o redirecionamento e a prospecção. Seria ingênuo definir as mesmas segmentações para ambas.

    O redirecionamento é uma jogada para tentar reconquistar os compradores com a sua marca, enquanto a prospecção é simplesmente a divulgação dela enquanto tenta atrair novos compradores.

    Em última análise, o que você decidir deve estar vinculado ao seu objetivo específico. Se a sua meta é aumentar a receita em 20%, convém levantar o reconhecimento da marca em 10% também. Por quê? Para que ela atinja esse marco de receita, você precisará atrair mais compradores.

  • 5. Busque métricas além do status quo

    Você definiu seus objetivos de negócios e determinou suas metas e alvos. Agora, é hora de mergulhar nos dados e formular um plano de avaliação.

    Se você está se concentrando em compradores iniciantes, esteja preparado para analisar os indicadores-chave de desempenho desse público, como, por exemplo, o volume de chamadas, downloads de conteúdo ou a porcentagem de novos visitantes no site ou na página específica do produto.

    Mas não para por aí. Os esforços dos dados devem ser o mais granulares possíveis. Marcas que têm uma boa compreensão não apenas do valor vitalício de seus clientes, mas da capacidade de um determinado produto de nutrir um relacionamento a longo prazo podem utilizar essas informações para futuros esforços de marketing.

    Marcas experientes o suficiente para entender sua própria base de clientes e como ela afeta sua linha de lucratividade podem usar esses dados para provar seu retorno sobre os gastos. Se você está coletando essas informações apenas com base nas métricas tradicionais, saiba que esta é uma maneira imperfeita de medir o sucesso.

    Limpar seus dados, estabelecer um objetivo claro com metas mensuráveis ​​e específicas e desenvolver um plano para medir o ROI de suas atividades de marketing são fatores que tornam possível obter insights valiosos, capazes de ajudar nas decisões de negócios mais lucrativas.

1. Certifique-se de que seus dados estão limpos

As empresas estão ansiosas para entrar em suas métricas de desempenho de marketing, mas, infelizmente, se os dados não forem claros e precisos, isso prejudicará significativamente sua capacidade de avaliar o sucesso ou a falha da campanha. O primeiro passo é saber de onde seus dados estão vindo. Por exemplo: você está confiando em informações internas de vendas, pixels ou uma combinação das duas coisas?

Para muitas companhias, a plataforma de análise é uma fonte de verdades, mas você não pode supor que a conta esteja configurada corretamente. É preciso adotar uma abordagem proativa quando se trata da limpeza de dados.

Por exemplo: sua plataforma captura e atribui todos os seus dados adequadamente? Veja detalhadamente como suas campanhas são identificadas ou como seu site está estruturado, e comunique ativamente essas informações a sua conta analítica.

Todas as suas equipes internas estão seguindo convenções de nomenclatura consistentes? Ou sua equipe de pesquisa nomeia algo de “xyz”, seu e-mail “XYZ” e o time social “x_y_z”? Esta é uma área em que ocorrem danos e deve ser corrigida para relatórios precisos.

Não espere até que algo dê errado. Trabalhe com os funcionários ao realizar uma auditoria. E se você não tiver uma equipe para isso, entre em contato com uma agência forte de análise e engenharia que possa fazer a verificação.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).