Mais de 2,4 bilhões de pessoas jogarão em dispositivos móveis em 2019

Getty Images
Jogadores são um público lucrativo e ainda inexplorado pelas marcas

A empresa de inteligência de mercado Newzoo divulgou um novo estudo em parceria com a Activision Blizzard, “Betting on Billions: Unlocking the Power of Mobile Gamers” (“Aposte em Bilhões: Tenha Acesso ao Poder dos Jogadores de Dispositivos Móveis”, em tradução livre). A partir dos dados, foi estimado que 2,4 bilhões de pessoas no mundo jogarão games em dispositivos móveis ainda neste ano. A pesquisa descreve que esse público é “lucrativo e inexplorado pelas marcas”.

LEIA MAIS: Quatro grandes ideias da feira de tecnologia CES 2019

O entendimento da Newzoo sobre a indústria de jogos para dispositivos móveis é baseado em tópicos importantes, sendo um deles que o terceiro tipo mais popular de aplicativo é o da categoria jogos, apenas atrás de redes sociais e compras. Para usuários entre 18 e 20 anos, é a segunda categoria mais comum. Jogos em dispositivos móveis são relacionados a aplicativos de streaming de música em geral, onde, coincidentemente, a distribuição de gêneros se encaixa bem. Os musicais têm uma divisão 50-50, enquanto os de jogos são levemente mais utilizados pelas mulheres (51%).

Isso muda, no entanto, quando o tipo de entretenimento é considerado. Se for um quebra-cabeças, 66% dos usuários são mulheres, enquanto o tipo ação e aventura é mais preferido por homens (63%). Jogos de tiro têm a maior porcentagem masculina dos gêneros listados, 74%.

“Candy Crush Saga” está em primeiro lugar como o jogo para celular mais acessado em fevereiro último, segundo a Newzoo. Um em cada três jogadores acessou o aplicativo, quase duas vezes mais popular do que os outros no topo da lista. Aparecem empatados em segundo lugar: “Pokémon Go”, “Fortnite” e “Angry Birds”. “Candy Crush Saga” foi lançado em 2012 pela King, adquirida pela Activision Blizzard em 2016. Ele permaneceu no topo das listas de aplicativos com maior número de downloads por anos, o que é um grande feito, especialmente quando comparado a fenômenos mundiais como “Fortnite”.

A pesquisa de jogos para dispositivos móveis da Newzoo analisou dados dos Estados Unidos, Reino Unido, França e Alemanha. Mais de 12,3 mil usuários de aplicativos foram entrevistados. Os dados, contudo, não incluem informações da China, que possui o maior mercado deste meio, segundo analistas.

VEJA TAMBÉM: Vazamento revela show de Marshmello em “Fortnite”

Ainda assim, a informação é importante para entender o crescimento dessa indústria, que certamente é algo que as empresas procuram fazer. Afinal, uma das principais descobertas dessas companhias é que esses jogadores “são muito mais receptivos à publicidade”.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).