4 lições de “Game of Thrones” para os líderes

Reprodução
Em todas as lutas e manobras, a série apresentou fortes conceitos que todos os empresários deveriam seguir

Resumo da matéria

  • “Game of Thrones” reflete bem o mundo corporativo. Você precisa conseguir o cliente, contrato, funcionário ou seus rivais o farão – e isso os tornará mais fortes
  • Em todas as lutas e reviravoltas, a série apresentou fortes conceitos que todos os empresários e executivos deveriam seguir
  • Para uma boa liderança, como a série apresenta, é preciso inspirar esperança, eliminar a fraqueza, lutar com sua equipe e ser transparente

Como Cersei Lannister, personagem de “Game of Thrones”, diz, “quando você joga o jogo dos tronos, você ganha ou morre”.

LEIA MAIS: “Game of Thrones” impulsiona turismo na Europa

Nos negócios, especialmente na área de tecnologia, ou você consegue aquele cliente, consumidor, contrato, funcionário ou usuário, ou seus rivais conseguirão. E aqueles recursos que estava querendo atingir, só vão tornar seus concorrentes mais fortes. O mundo corporativo funciona assim – e “Game of Thrones” o representa muito bem.

Em todas as lutas e manobras, a série apresentou fortes conceitos que todos os empresários deveriam seguir. Veja, na galeria de fotos abaixo, 4 lições de “Game of Thrones” para líderes empresariais:

  • 1. Inspire esperança

    Lembra quando Daenerys Targaryen saiu do fogo da pira funerária de Khal Drogo, completamente ilesa, com seus três dragões? Esse foi um grande ponto de virada para seu futuro. É isso que os líderes precisam fazer em seus negócios para inspirar esperança. Seus concorrentes podem ter exércitos maiores e mais soldados, mas cabe a você inspirar sua equipe. Ela deve saber que você vencerá com inteligência, paixão e força de vontade.

    Inspire as pessoas, especialmente quando o período for desafiador. Esforce-se para ser o campeão que todos precisam. Seja um líder: alguém que será grande diante da adversidade. Nunca duvide que encontrará uma maneira de fazer com que as coisas aconteçam. Pode parecer fácil, mas sempre haverá pessoas dizendo que é impossível. Saiba, no entanto, que pode fazer aquilo. Se nunca duvidar de suas habilidades e de seu time, você vai inspirar grandeza.

    Quando há obstáculos no caminho, é comum desanimar. Mas se for um verdadeiro líder e acreditar em quem trabalha com você, as coisas acontecerão.

  • 2. Elimine a fraqueza

    Em algum ponto, você precisará remover um integrante da equipe que não está colaborando com o crescimento da empresa. Investir nas pessoas fundamentais para o sucesso geral da companhia o ajudará a subir ao topo. Traga os melhores possíveis, seja qual for o custo. Uma equipe de seis especialistas pode realizar o trabalho melhor do que um time de 30 profissionais de nível médio.

    Petyr Baelish (também conhecido como Mindinho) pode ter salvo os Starks na Batalha dos Bastardos com os Cavaleiros do Vale, mas, no final, ele poderia ter feito mais mal do que bem, e, por isso, Sansa e Arya o entregaram para a morte. Este foi um forte movimento de gestão.

    Desligar colegas de equipe é um desafio em todas as situações. Pode parecer que você os está traindo, mas é fundamental fazer o que é melhor para a instituição. Sua lealdade deve ser com o time, não com um indivíduo específico. A meta deve ser fornecer a todos os melhores líderes possíveis. No fim, pode ser bom para a pessoa que foi demitida também, já que ela poderá ter sucesso, aprender e prosperar em outros lugares.

    Se precisar aumentar a lealdade, certifique-se de que as pessoas saibam o quanto você valoriza a contribuição delas e de que serão bem cuidadas. Robb Stark ter sentenciado Lord Karstark à morte por matar os garotos Lannister mostra como não fazer a transição de alguém da sua organização. Isso fez com que o exército perdesse a fé em sua liderança. Se você precisa deixar alguém ir, faça isso de maneira afável. Agradeça à pessoa por todo o trabalho que colocou ali e garanta uma indenização. Ofereça-se para ser uma referência e certifique-se de que saiba que aquela pessoa é um grande trabalhador, mas que não é adequado para o papel no momento.

  • 3. Vá à luta

    Não deixe que identifiquem o general – lute como um soldado. Pela minha experiência, não há nada como uma liderança eficiente praticada à distância. Ocupe um lugar nas trincheiras com sua equipe, suje as mãos e lute por ela. Isso irá inspirar seus funcionários e colaboradores a lutar ao seu lado com paixão. Esteja disposto a se sacrificar por seu time e ele estará mais propenso a fazer o mesmo por você.

    Jon Snow retrata isso muito bem, quando fala com Ramsay: “Milhares de homens não precisam morrer. Apenas um de nós. Vamos acabar com isso do jeito antigo: você contra mim”. Ramsay ri e Jon pergunta: “Seus homens vão querer lutar por você quando souberem que você não lutaria por eles?”.

    Esteja ali para fornecer o que sua equipe precisa – recursos, suporte ou um empurrão saudável – e lute lado a lado com ela.

  • 4. Seja transparente

    Em “Game of Thrones”, muitos personagens mentem para alcançar seus objetivos. Daenerys até fala para Lord Varys que não consegue confiar nele depois de ter traído dois reis. Enquanto Varys afirma que os traiu em nome do povo, Daenerys ainda é cuidadosa e pede a ele que jure dizer a ela se acha que está falhando com o povo de seus reinos.

    Como mostra a conversa, é importante ser transparente com sua equipe. Fale sobre o que está indo bem e o que não está. Peça um feedback honesto, seja por meio de pesquisas aleatórias ou reuniões particulares. Isso mostra que você se importa com as opiniões e está incluindo sua equipe na estratégia geral. Não apenas diga, demonstre. Seja transparente sobre as dificuldades da companhia e as áreas que você acredita que podem melhorar. Ser vocalmente autocrítico gera confiança e cria um lugar seguro para as pessoas discutirem seus erros e preocupações.

    Realize reuniões semanais com relatórios diretos e uma reunião de liderança para manter todos engajados – e tenha empatia com os desafios que eles enfrentam. No caso de uma equipe maior, faça o mesmo com aqueles que gerenciam e são gerenciados.

    Como os seguidores do Senhor da Luz dizem, “a noite é escura e cheia de horrores”. Não é diferente com as empresas. Haverá momentos em que grandes obstáculos terão que ser enfrentados e momentos de sucesso. É importante contabilizar os dois e manter sua equipe motivada durante todo o processo. Sua empresa será bem-sucedida ou fracassará com base principalmente nas pessoas.

    Negócios não são para os fracos. Muitos cairão ao longo do caminho, mas é importante permanecer no jogo e continuar avançando rumo ao sucesso. Isso vai garantir sua chance de grandeza. Seu time provavelmente já lutou muitas batalhas para chegar onde está e enfrentará muitas outras no futuro. Se você se concentrar e continuar a aprender e crescer, poderá se tornar uma grande força.

1. Inspire esperança

Lembra quando Daenerys Targaryen saiu do fogo da pira funerária de Khal Drogo, completamente ilesa, com seus três dragões? Esse foi um grande ponto de virada para seu futuro. É isso que os líderes precisam fazer em seus negócios para inspirar esperança. Seus concorrentes podem ter exércitos maiores e mais soldados, mas cabe a você inspirar sua equipe. Ela deve saber que você vencerá com inteligência, paixão e força de vontade.

Inspire as pessoas, especialmente quando o período for desafiador. Esforce-se para ser o campeão que todos precisam. Seja um líder: alguém que será grande diante da adversidade. Nunca duvide que encontrará uma maneira de fazer com que as coisas aconteçam. Pode parecer fácil, mas sempre haverá pessoas dizendo que é impossível. Saiba, no entanto, que pode fazer aquilo. Se nunca duvidar de suas habilidades e de seu time, você vai inspirar grandeza.

Quando há obstáculos no caminho, é comum desanimar. Mas se for um verdadeiro líder e acreditar em quem trabalha com você, as coisas acontecerão.

 


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).