Fortuna de Bill Gates alcança US$ 100 bi

Getty Images
Bilionário da Microsoft continua sendo a segunda pessoa mais rica do mundo

O patrimônio líquido de Bill Gates ultrapassou os US$ 100 bilhões esta semana, com a alta no valor das ações da Microsoft antes do anúncio dos resultados da empresa, que será feito na próxima quarta-feira (24). Ele continua sendo a segunda pessoa mais rica do mundo.

LEIA MAIS: Gates: por que duvidar da filantropia dos bilionários?

Gates só está atrás do fundador da Amazon, Jeff Bezos, que tem uma fortuna de US$ 153,2 bilhões, segundo o ranking da Forbes. Bezos, no entanto, logo dividirá uma grande fatia desse patrimônio. Ele e sua esposa, MacKenzie, estão finalizando o processo de divórcio. O casal anunciou no começo de abril que ela receberá um quarto da participação do ex-marido na Amazon, fatia atualmente avaliada em mais de US$ 35 bilhões.

Gates conquistou sua fortuna através da Microsoft, a empresa de computadores que fundou em 1975 com Paul Allen. (Allen faleceu em outubro de 2018). Ele agora possui um patrimônio diversificado – menos de 12,5% é proveniente de ações da Microsoft. A maioria de seus ativos está em sua empresa de investimentos, a Cascade, incluindo uma participação na Berkshire Hathaway, o conglomerado fundado pelo amigo e bilionário Warren Buffett.

A alta no preço das ações da Microsoft nesta semana, combinado com o sólido desempenho dos outros investimentos de Gates, foi o suficiente para posicionar seu patrimônio líquido acima de US$ 100 bilhões na terça-feira (16).

Em 2010, Gates e Buffett cofundaram o Giving Pledge, uma iniciativa que trabalha para persuadir indivíduos de alta renda a doar pelo menos metade de seus ativos para caridade, seja durante suas vidas ou após a morte. Até o momento, quase 200 pessoas assinaram contrato, como Elon Musk, da Tesla, e o cofundador do Airbnb, Brian Chesky.

Gates já doou mais de US$ 35 bilhões para caridade, em grande parte para a Fundação Bill e Melinda Gates – a maior fundação de filantropia privada do mundo -, que ele preside com sua esposa. A instituição se concentra em saúde pública e talvez seja mais conhecida por seus esforços ao lado do Rotary International para erradicar a poliomielite.

VEJA TAMBÉM: Os 5 livros favoritos de Bill Gates de 2018

Gates já teve uma fortuna de 12 dígitos antes. Em abril de 1999, no auge da internet, seu patrimônio líquido ultrapassou brevemente os US$ 100 bilhões, ou cerca de US$ 150 bilhões, em valores corrigidos pela inflação.

Natural de Seattle, nos Estados Unidos, Gates era uma criança precoce. Ele passava tanto tempo lendo que seus pais o proibiram de levar livros durante as refeições. Mais tarde, no último ano da escola, ele tirou um tempo das aulas para trabalhar com seu amigo Paul Allen em uma usina em North Bonneville, Washington.

Logo depois, o empresário deixou Harvard e fez uma parceria com Allen para lançar a Microsoft em uma garagem em Albuquerque, no Novo México. No final dos anos 1980, essa era a maior empresa de software para computadores do mundo.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).