Sony revela detalhes de seu próximo console

Divulgação
Armazenamento SSD, leitor de mídia física, retrocompatibilidade e suporte 8k foram confirmados

Resumo:

  • Mark Cerny revelou as especificações técnicas do futuro console da Sony, mas sem confirmar possíveis datas e preços;
  • Na demonstração a “Wired”, os tempos de carregamento de Spider-Man, no novo equipamento, foram reduzidos;
  • Rumores apontam que o console pode ser lançado no segundo semestre de 2020.

Nada praticamente foi vazado sobre os planos da Sony em relação a sua próxima geração de PlayStation. Até ontem (16), quando a empresa liberou os primeiros detalhes sobre seu novo console. A primeira informação foi dada por Mark Cerny, da Sony, à “Wired”, com uma demonstração das novas capacidades do console, embora o sistema permaneça em sigilo.

LEIA MAIS: Conheça os jogos grátis disponíveis em abril

É uma forma interessante de estrear as informações sobre o novo videogame, considerando que, no ano passado, a Sony cancelou tanto o PSX quanto sua presença na E3 (Electronic Entertainment Expo) justamente para manter o silêncio em torno do produto.

Veja, a seguir, alguns pontos revelados pela “Wired”:

  • Não temos informações sobre o preço, a data de lançamento, a lista de jogos ou o nome do console, mas o “PlayStation 5” não parece uma aposta ruim, por isso estou chamando-o assim;
  • A CPU é baseada na terceira geração da linha Ryzen da AMD, enquanto a GPU é uma variante da família Radeon Navi;
  • Um ponto altamente enfatizado é que o “PS5” suportará o ray tracing, que normalmente tem sido limitado a estúdios de efeitos especiais de Hollywood ou processadores incrivelmente caros. Isso deve ajudar com a fidelidade gráfica e também com melhorias de áudio;
  • O áudio 3D é um grande foco do novo console porque, como observa Cerny, não havia muita diferença entre o PS3 e o PS4. Os fones de ouvido serão as melhores maneiras de experimentar isso;
  • O console suportará a resolução 8K, mas isso está longe da adoção do mainstream no momento, então as demos foram em 4K;
  • O “PS5” continuará a ler jogos em disco e será retrocompatível com jogos PS4;
  • A Sony não anunciou nada sobre seus planos para o VR, além do fato de que a funcionalidade atual do PSVR funcionará com o novo console;
  • A empresa insinua que tem planos para que sua plataforma online concorra com a Microsoft e o Google, mas não oferece mais detalhes sobre o assunto.

Separei o melhor para o final: a revelação de que o “PlayStation 5” terá armazenamento SSD para seu disco rígido. Cerny fez uma demonstração a “Wired” que reduziu os tempos de carregamento das viagens rápidas de Spider-Man de 15 para 0,8 segundos na nova geração. Ele ressaltou que esse SSD personalizado é melhor do que algo que você pode encontrar em seu laptop, já que foi projetado especificamente para reforçar os jogos. Mesmo assim, ele não disse quem está projetando.

Se a Sony lançar um console com SSD, isso reduzirá os tempos de carregamento a algo minúsculo. Esse é um salto enorme para a indústria. Há algumas ressalvas, no entanto, assim como é totalmente possível que a Microsoft esteja projetando o Xbox com um SSD sem que nós saibamos disso. E eu me pergunto se o velho problema dos jogos ficando cada vez mais avançados, com exigência cada vez maior em termos de tempo de carregamento, pode anular esses benefícios ao longo dos anos. O carregamento de Spider-Man em 0,8 segundos é bom, mas o que a continuação do jogo vai preparar para o próximo console ou em tempos de loading?

VEJA TAMBÉM: Consoles mais vendidos voltam ao mercado

Independentemente disso, os fãs de Playstation ou de videogames no geral têm muito para se animar. Com toda essa tecnologia, parece que o “PS5” estará do lado mais caro dos consoles, mas teremos que esperar mais para descobrir isso. Rumores dizem que o próximo console pode ser lançado na primavera (brasileira) de 2020, e que se eles estão começando a falar publicamente sobre isso, o cronograma para esse line-up pode ser em um evento de revelação no próximo verão e em uma grande presença na E3 2020. Agora só nos resta esperar.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).