Como dois investidores transformaram US$ 120 mil em US$ 200 bi

Reprodução Forbes
Ao lado de Jerome Kohlberg, Henry Kravis e George Roberts fundaram a KKR

Resumo:

  • Henry Kravis e George Roberts são pioneiros em aquisições alavancadas;
  • Dupla fundou a KKR em parceria com Jerome Kohlberg;
  • Império de Kravis e Roberts se estende a 114 empresas, com 750 mil funcionários e 200 bilhões em ativos.

Os bilionários Henry Kravis e George Roberts foram pioneiros em aquisições alavancadas por meio da fundação da KKR, em 1976, ao lado de Jerome Kohlberg, com capital de US$ 120 mil.

Reprodução
Henry Kravis e George Roberts, na época da faculdade

 

Depois de fechar acordos ousados ​​para a AutoZone, Motel 6, Owens-Illinois, Safeway e RJR Nabisco, eles terminaram a década de 1980 como a face controversa da indústria. Agora, com centenas de bilhões de dólares em ativos e supervisionando um império que emprega 750 mil trabalhadores, Kravis e Roberts reinventaram o negócio de aquisições.

VEJA TAMBÉM: Os 10 novos bilionários mais notáveis de 2019

Veja, a seguir, a cronologia do sucesso dos empreendedores:

1951

Durante o ensino fundamental, George Roberts, nascido em Houston, visita o primo Henry Kravis em Tulsa, em Oklahoma. Eles brigam e Kravis acaba no hospital, com 23 pontos. Kravis afirma que esse foi o único desentendimento que tiveram.

1962 – 1967

A dupla frequentou o Claremont Men’s College. Durante os verões, eles dividiam o quarto.

1966

Roberts aceita um emprego no Bear Stearns. Kravis se forma um ano depois e começa a trabalhar com aquisições no Madison Fund de Nova York, o maior acionista da Katy Industries.

1969

Kravis se junta a Roberts no Bear sob os cuidados do pioneiro em aquisições Jerome Kohlberg Jr.. O trio concluiu cerca de uma dúzia de acordos “booktrapped”, sem o apoio de recursos externos.

E AINDA: Por que, apesar do salto da Lyft, fundadores não são bilionários

1976

O lendário chefe do Bear, Cy Lewis, recusa-se a apoiar um novo empreendimento proposto, de modo que os três deixam a empresa para formar a Kohlberg Kravis Roberts & Co. com US$ 120 mil em economias combinadas.

1978

A Forbes apresenta a KKR em “Do You Sincerely Want to Be Rich?” (“Você deseja honestamente ser rico?”, em tradução sugerida), uma reportagem de capa sobre uma nova e altamente lucrativa abordagem de negociação. A KKR tem US$ 30 milhões em capital.

1987

Kohlberg é colocado para fora da empresa. Um ano depois, a KKR lança uma aquisição hostil de US$ 25 bilhões da RJR Nabisco, marcando o auge em uma época ávida em Wall Street.

1989

Kravis e Roberts enfrentam interrogatórios em Washington e, em seguida, o desprezo por causa da publicação de “Barbarians at the Gate” (“Bárbaros no Portão”, em tradução livre), livro sobre a aquisição hostil da RJR Nabisco.

LEIA AQUI: Cofundadores da Adyen tornam-se bilionários

1993

As ações da RJR sobrecarregadas com dívidas submergiram depois que a Philip Morris reduziu os preços dos cigarros. A capa da Forbes traz a cabeça de Henry em um prato de ouro.

1997

George cria o Roberts Enterprise Development Fund, pioneiro em filantropia de risco, apoiando mais de 175 empresas sociais.

2000 – 2006

A KKR lança importantes negócios geradores de honorários fixos, como a operação de consultoria KKR Capstone, que mais tarde expande para o setor de crédito e subscrição.

2006

A empresa levanta US$ 5 bilhões e um fundo de US$ 17,6 bilhões é usado para assumir a Alliance Boots, a Dollar General e a TXU.

SAIBA MAIS: Conheça os bilionários que fazem parte do Giving Pledge

2010

A KKR estreia na bolsa de valores de Nova York e abraça o investimentos verdes. A empresa também apoia um plano para oferecer ações para operários. Kravis doa US$ 100 milhões para a escola de negócios da Universidade Columbia.

2017-2018

Kravis e Roberts nomeiam sucessores, convertem a KKR em uma corporação e dão início a um grande impulso na Ásia.

2019

O alcance global da KKR se estende a 114 empresas, responsáveis por US$ 123 bilhões em vendas e 753 mil funcionários. Com ativos próximos a US$ 200 bilhões, a KKR tem US$ 58 bilhões líquidos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).