Fundadores de Big Techs perdem bilhões com possibilidade de investigação antitruste

GettyImages
O Departamento de Justiça vai lidar com investigações relacionadas a Google e Apple, enquanto a FTC deve ficar responsável por Facebook e Amazon

Resumo:

  • Órgãos norte-americanos anunciaram ontem (3) uma divisão de jurisdição sobre possíveis processos antitruste contra Big Techs;
  • Fortuna de fundadores da Amazon, Facebook e Google tiveram queda combinada de mais de US$ 16 bilhões;
  • CEO da Amazon registrou a maior queda registrada, US$ 6,5 bilhões;
  • Departamento de Justiça ficará responsável por investigações contra Google e Apple enquanto enquanto a Comissão Federal do Comércio cuidará de processos relacionados a Facebook e Amazon.

As fortunas dos fundadores do Google, Facebook e Amazon caíram mais de US$ 16 bilhões, combinados, ontem (3), depois que surgiram relatos de que grandes empresas de tecnologia podem ser alvo de investigação antitruste.

VEJA TAMBÉM: Spotify registra queixa antitruste na UE contra Apple

Os fundadores do Google, Sergey Brin e Larry Page, estão US$ 2,6 bilhões e US$ 2,7 bilhões mais pobres, respectivamente. O patrimônio líquido da Brin agora é de US$ 45,6 bilhões, enquanto o da Page acumula o equivalente a US$ 48,4 bilhões, segundo o ranking Real Time de bilionários da Forbes.

A fortuna do CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, está US$ 4,8 bilhões menor. Seu patrimônio líquido é agora de US$ 61,2 bilhões.

O fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezos, foi quem teve a maior baixa, com queda de US$ 6,5 bilhões em seu patrimônio líquido. Ainda assim, Bezos é a pessoa mais rica do mundo. Seu patrimônio líquido chega a US$ 139,8 bilhões.

O que exatamente aconteceu

Ontem (3), foi noticiado que o Departamento de Justiça dos EUA e a Comissão Federal do Comércio (FTC) decidiram quais agências têm jurisdição sobre possíveis processos antitruste contra o Google, o Facebook, a Amazon e a Apple.

E AINDA: Maiores multas antitruste já aplicadas pela UE

Após a notícia, as ações das empresa listadas caíram bruscamente.

O Departamento de Justiça vai lidar com investigações relacionadas a Google e Apple, enquanto a FTC deve ficar responsável por Facebook e Amazon. As agências não abriram nenhuma investigação oficial, mas o anúncio mostra que o governo considera seriamente tomar medidas para acabar com as Big Techs.

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos também anunciou sua própria investigação sobre as Big Techs e sinalizou que os legisladores estão preparados para enfrentar essas empresas.

Nota: Embora a Apple também seja alvo de uma possível investigação federal antitruste, o CEO, Tim Cook, não é bilionário e, portanto, não está no Ranking de Bilionários da Forbes.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).