JBS está entre as 20 companhias que mais contaminam os oceanos

Benjamin Shearn/GettyImages
JBS é a companhia que mais polui o oceano entre as produtoras de carnes e laticínios

Resumo:

  • Alterações que afetam os oceanos podem causar efeitos climáticos em todo o mundo;
  • Atividade industrial e consumo humano estão diretamente relacionados com o agravamento do problema;
  • Gases do efeito estufa, plástico e poluentes pontuais são os grandes responsáveis pela poluição oceânica;
  • A brasileira JBS, sozinha, produz mais poluentes que afetam os mares do que as três empresas da categoria listadas na sequência juntas.

Cerca de 70% da superfície terrestre é coberta por água, o que significa que mudanças na química, temperatura e correntes oceânicas podem causar efeitos profundos no clima global. Neste contexto, a atividade industrial e o consumo humano são protagonistas do problema.

VEJA TAMBÉM: O microbioma, a aquaponia e o futuro dos alimentos

Além das emissões de carbono e da poluição por plásticos, os oceanos também são alvo de um terceiro tipo de poluente: os de origem não pontual, como petróleo e demais produtos químicos que chegam aos oceanos por meio dos rios (óleo, herbicidas, pesticidas e fertilizantes).

Com base nessas três principais fontes de poluição oceânica, o “USA Today” publicou hoje (18), um levantamento da 24/7 Wall Street sobre as 20 companhias que mais poluem os oceanos no mundo.

Entre as produtoras de carnes e laticínios, a JBS aparece na primeira posição. Segundo o Instituto de Agricultura e Política Comercial e o GRAIN, a multinacional brasileira é a maior processadora de carne e emissora de gases do efeito estufa (GEE) da indústria alimentícia. Sozinha, a companhia emite mais gases poluentes do que as outras três seguintes juntas listadas na categoria – Tyson Foods, Cargill, e Dairy Farmers of America, consecutivamente.

E AINDA: A solução ambiental que deve render US$ 1 bilhão para a Adidas

No setor de produtos de embalagens plásticas, Coca-Cola, PepsiCo, Nestlé, Danone e Mondelez International são as cinco maiores poluentes, nesta sequência. Entre as empresas agroquímicas, a Bayer aparece como a responsável pelo maior volume de insumos despejados nos mares – a gigante tornou-se a maior fornecedora de sementes e produtos químicos agrícolas após a aquisição da Monsanto.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).