Bilionário chinês fica US$ 2,4 bi mais rico e bate Alibaba

Reprodução
Wang Xing é o fundador da Meituan Dianping, que superou o Alibaba

Resumo:

  • O serviço de entrega de alimentos Ele.me, do Alibaba, é pela primeira vez o segundo colocado do mercado chinês de entrega de comida;
  • Ele foi superado pela Meituan Dianping, do empresário Wang Xing;
  • O patrimônio dele aumentou de US$ 3,8 bilhões para US$ 6,2 bilhões graças ao sucesso da companhia;
  • A plataforma domina 65% do mercado, registrando lucro de cerca de US$ 124 milhões e contabilizando 422,6 milhões de usuários ativos.

Pela primeira vez na batalha pelo enorme mercado de entregas de comida na China, o Alibaba está atrás. A Meituan Dianping é o novo gigante que está alimentando centenas de milhões de clientes famintos no país.

LEIA MAIS: Meituan Dianping pede registro para IPO 

Liderada pelo empresário bilionário Wang Xing, a Meituan, sediada Pequim, solidificou sua participação no mercado de US$ 84 bilhões de entrega de alimentos, com uma fatia recorde de 65%. A empresa deixou para trás o Ele.me da Alibaba, que detém share de 27,4%, segundo a consultoria Trustdata. As ações da empresa, listadas em Hong Kong, subiram 80% neste ano, depois do anúncio do lucros surpreendentes no segundo trimestre.

Os papéis desafiaram o declínio do índice Hang Seng, que caiu 9% desde julho, em meio a protestos antigovernamentais sobre a lei de extradição, que agora está suspensa. Wang, que tem a maior parte de sua fortuna derivada da participação na Meituan, viu seu patrimônio líquido aumentar de US$ 3,8 bilhões, no início de 2019, para US$ 6,2 bilhões.

“Muitas pessoas são positivas sobre a Meituan, porque a empresa provou que é possível ganhar dinheiro no negócio de entrega de alimentos”, diz Wang Xiaoyan, analista da 86 Research, com sede em Xangai. “Haverá instabilidades na margem de rentabilidade, mas não tantas perdas como antes”.

A Meituan registrou um lucro líquido de 877,4 milhões de yuans (cerca de US$ 124 milhões), em comparação com a uma perda de 7,7 bilhões de yuans no ano anterior. A receita aumentou em 51%, para 22,7 bilhões de yuans, depois de conquistar participação de mercado de rivais como o serviço do Alibaba, e registrar ganhos derivados de investimentos em produtos de gerenciamento de patrimônio.

Os resultados da empresa foram atribuídos aos melhores serviços e à eficácia da estratégia de subsídios. A Meituan foi mais agressiva do que o Alibaba em firmar parcerias de entrega exclusivas com restaurantes, além de aumentar o tempo de entrega e reduzir custos, combinando dados de pedidos e agrupando mais deliveries em uma única viagem. Isso permitiu que os usuários adotassem a plataforma, mesmo com o Alibaba oferecendo diversos cupons para refeições. David Dai, analista da Bernstein Research de Hong Kong, diz que a lealdade do usuário à empresa líder é muito mais forte do que a que seu concorrente esperava.

“As pessoas podem dizer que são sensíveis ao preço, mas nem todas abrem os dois aplicativos e compara os valores antes de pedir uma refeição”, diz ele. “A Meituan tem mais restaurantes, mais usuários e maior eficiência de entrega, e isso formou um ciclo positivo”.

Agora, diante da concorrência reduzida, a Meituan está buscando gerar receita com publicidade em sua plataforma, que possui 422,6 milhões de usuários ativos anuais. É possível que os restaurantes paguem para colocar anúncios em banners ou exibir primeiro suas ofertas nos resultados de pesquisa dos usuários.

Embora a liderança de mercado da Meituan seja difícil de vencer, o Alibaba já mostrou que não desistirá facilmente. Analistas dizem que a gigante do comércio eletrônico vê a entrega de alimentos como essencial para sua estratégia mais ampla, porque é um serviço de alta frequência que pode ser incorporado ao ecossistema Alibaba para promover serviços complementares, como o de pagamentos online. Para diminuir o domínio de seu rival, o Alibaba tem se concentrado nas cidades de menores, que são os redutos tradicionais da Meituan.

“Se a Ele.me está determinada em começar outra guerra de preços, a Meituan não tem escolha a não ser acompanhar”, diz Steven Zhu, analista na empresa de pesquisa Pacific Epoch.

Isso pode ser acompanhado até o final do ano, quando a gigante do comércio eletrônico lança as promoções para o Dia do Solteiro e usa descontos para atrair compradores. Além disso, a Meituan também pode ter que pagar mais aos correios na época, porque o clima frio no inverno geralmente leva ao aumento das taxas de entrega. Ainda assim, analistas dizem que há espaço suficiente para crescimento, o que pode levar a melhorias.

“A melhoria da lucratividade virá mais do crescimento da receita do que da redução de custos”, diz Dai, da Bernstein Research. “Eles podem aumentar sua taxa de aprovação e melhorar a publicidade, e o espaço para o crescimento da receita ainda é grande suficiente.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).