Guerra comercial pode levar o bitcoin à marca dos US$ 20.000

Getty Images
A criptomoeda pode atingir tal alta ainda esse ano, segundo especialista

Resumo:

• Como se dá com qualquer outro investimento, lidar com o bitcoin exige paciência e experiência;
• O mercado de criptomoedas está cada vez mais incluído no mercado de ações, e, assim como elas, será atingido pela guerra comercial;
• A grande diferença do bitcoin é que, enquanto tudo está em queda no mercado, ele está em alta.

O melhor jeito de perder dinheiro no mercado é vender quando se tem medo e comprar ou segurar quando se está satisfeito com os lucros. Foi o que aconteceu comigo dias atrás, quando o valor do bitcoin (BTC) rondava os US$ 9.500. Eu queria muito fechar 25% do meu BTC e controlar o resto com liberdade. Por diversos motivos, essa pode ser considerada uma ideia inteligente — ou nāo, mas o fato a queda age como impulso e o desejo de voar é próprio da natureza humana. É um ímpeto que negociadores e investidores devem segurar.

LEIA MAIS: Bitcoin pode estar a caminho de uma grande bolha

Por sorte, passei tempo suficiente no jogo do alto risco para saber esperar. Quando quero vender um investimento ao ver seu valor cair, aguardo dois ou três dias antes de tomar a decisāo. Se e quando o bitcoin atingir a marca dos US$ 13.500, eu por outro lado desejarei ter mais, mas me impedirei de comprar a moeda na alta.

Bom, eu nāo mexi no meu bitcoin, e, entre os dias 1º e 3 de setembro, seu valor subiu de US$ 9.500 para US$ 10.750. Novamente, nāo fazer nada é o melhor que se pode fazer.

No meu modelo, vale acrescentar, estamos lidando com a China e com a guerra comercial com os Estados Unidos. Quando o bitcoin saltar, algo ruim terá acontecido entre os dois países. Ainda nāo sabemos o que exatamente, mas logo descobriremos. Basta um tuíte de Donald Trump e o preço do bitcoin sobe, por exemplo.

Entāo, o que fazer? A curto prazo, a questāo é por quanto tempo a China sustentará essa situaçāo. A continuaçāo da guerra comercial deve levar a novas elevações no preço do bitcoin. Quanto mais a guerra durar, mais o bitcoin vai se valorizar.

Penso que a guerra irá se estender. Nenhum lado dá sinais de desistir, e, como na maioria dos conflitos, os dois estão preparados para baixas, mas não para perder. Isso significa resistir em meio à montanha-russa de acontecimentos. Se continuamos em guerra, o valor do bitcoin pode passar dos US$ 20.000 até o Natal. Ou ainda antes.

Se essa teoria estiver certa, temos também um presente para os gananciosos. Quando o bitcoin voar e o índice Dow Jones cair sem motivo aparente, a bolsa se reerguerá em um ou dois dias. A informação navega devagar pelos EUA, mas qualquer coisa que der errado atingirá o mercado de ações rapidamente e antes ainda o bitcoin asiático — tempo suficiente apenas dos executivos saírem de suas reuniões e passarem pelas portas giratórias. A queda do bitcoin significa alta da Dow Jones, e vice-versa. Como se vê, o bitcoin não para de trazer benefícios para seus investidores.

O ouro e o grupo de metais derivados da platina seguirāo um passo mais refinado e sutil; o bitcoin, por sua vez, dá toda mostra de que negociadores terāo que jogar o jogo perigoso das commodities. Mas, enquanto podem valer muito, deixarão algumas migalhas milionárias na mesa.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).