Lora Haddock: representatividade é sinônimo de lucro

Reprodução

Quando Lora Haddock fundou a Lora DiCarlo, percebeu que faltava representatividade na indústria de brinquedos sexuais e o potencial de lucro que há em ouvir quem pensa diferente. E decidiu mudar esse cenário, ainda dominado por homens.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).